Publicado por: Beatriz Dinis | 1 Fevereiro 2012

Diálogos im(prováveis)…

“A discussão do material” por Miguel Dias

Lápis – Borracha já estou farto que apagues os meus desenhos!
Borracha – É o meu dever.
Folha – Compasso, porque é que me estás sempre a picar o rabo?
Compasso – Esqueceste-te, eu também o estou sempre a riscar…
Folha e Lápis – Já chega! Isto é demais!!!
Folha – Au! Au! Au!
Lápis – Pára de apagar as minhas obras de arte.
Yac – Parem já com isso. Borracha, pára de apagar as artes do lápis. E tu compasso pára de picar o rabo da folha.
Borracha e Compasso – Desculpem.

“O Esqueleto e o Yac” por João Pedro Pereira

Esqueleto – Yac, de que planeta é que tu és?
Yac – Eu sou do planeta Beijinho, não pertence ao Sistema Solar.
Esqueleto – Eu sempre vivi cá, no planeta Terra e agora estou aqui, nesta sala. O meu dono é o Miguel e já fiquei sem um braço.
Yac – Esqueleto, queres que te conte metade da história da minha vida?
Esqueleto – Sim, sim…
Yac – Só te vou dizer que derrotei um monstro dando-lhe um beijinho. O resto é segredo.

“O mundo da fantasia” por Pedro Gomes

No mundo da fantasia, as personagens podem falar, dançar, chorar, brincar…
Era uma vez a turma K do 4º ano que frequenta a Escola dos Sonhos. Na Escola dos Sonhos existe tudo o que sonhamos e às vezes, tudo fala.
O computador diz: – Ninguém me desliga, estamos em crise e temos de poupar.
O carregador dele responde: – Eu até me desligava, mas depois não sobrevivia ao choque que iria apanhar. Yac!
Yac – Diz…mas eu agora estou a brincar com a neve, não pode ser depois?
O Cuquedo chega de seguida sem fazer barulho e diz: – BUUUU!!!! Devo ter-vos assustado muito. Ah! Ah! Ah!
Todas as personagens gritaram: – Que grande susto!
O computador, o carregador, o Yac e o Cuquedo dizem: – Vitória, vitória, acabou-se a história. Perlimpimpim, a história chegou ao fim.

“A bola esquecida” por Calvin Wilming

Naquela manhã, a campainha tocou e os rapazes foram a correr para a sala. No campo de futebol ficou uma bola esquecida, no canto de uma baliza.
– Então, bola, parece que estás triste!
– Pois estou. O meu dono já não me liga…. – respondeu a bola.
– mas ainda há pouco vi os rapazes marcarem muitos golos contigo. O melhor golo que eu vi foi marcado pelo teu dono, o Alex.
– Pois, foi um grande golo! Ele rematou à barra e eu entrei em ti! – exclamou a bola.
– Ainda me dói a cabeça, ele rematou com tanta força…
– Não estejas infeliz porque daqui a cinco minutos vão jogar outra vez contigo!
– Foi bom falar contigo!
No recreio seguinte, a bola entrou três vezes na sua amiga baliza.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: